/ Cartas / Minha filha não me perdoa por ter me separado e a ex-mulher do meu atual namorado não sai do centr

Tamanho da letra

00/00/0000
Minha filha não me perdoa por ter me separado e a ex-mulher do meu atual namorado não sai do centr
Título:
Minha filha não me perdoa por ter me separado e a ex-mulher do meu atual namorado não sai do centro de macumba...
Pergunta: 
Pastor Paulo, sou a A... da cidade de Araras. Estou lhe escrevendo para aconselhamento. Estou numa fase difícil da minha vida. Meu relacionamento com minha filha de 8 anos não é dos melhores.Tenho 30 anos, sou separada e tenho um nenê de 2 anos de um ex-namorado.Na gravidez praticamente ele me abandonou,mas às vezes contribui financeiramente.Há 1 mês perdi o emprego,por não poder ir à noite em um dia da semana,achei isso uma injustiça porque havia outras formas de se resolver isso. Hoje estou namorando um moço faz 4 meses, no começo muito atencioso, hoje quando está comigo é, mas tem uns amigos que não dão sossego.Uma ex-mulher que também não dá sossego. Fica fazendo escândalos para com ele,ameaçando.E o pior de tudo é que ele cede às ameaças dela e aos caprichos.Nas folgas dele chega muito tarde em casa,foi a bailes sozinho.Fiquei sabendo que ele recebeu uma ligação de uma amiga pedindo pra ele ir lá na casa dela.Quando chegou lá a ex-mulher dele é que estava lá.Ameaçou que se ele não a levasse para comer lanche,quebraria a moto dele.E ele a levou.



Depois de uma semana, ela liga pra ele e ele vai até ela. ficaram ( segundo ele só passeando) por tempos juntos. Segundo a família dela, ela está indo atrás de macumba pra ele não ter raiva dela. Há 6 dias atrás tive uma crise nervosa muito forte,que começou grudar meus dedos,fiquei com os dedos grudados e a retorcidos. Minha boca e meu rosto eu não sentia, minha língua enrolou e a pressão chegou a 7x4. 



Fui ao medico e ele me falou que é uma depressão muito forte que eu tô. Estou à base de calmantes e tratamento com psicólogo. 



Mas sabe Pastor, ele está agindo dessa forma, mas eu tenho fé em Deus que ele vai melhorar. Eu quero constituir família com esse homem.Mas pra isso eu preciso de oração de uma pessoa de Deus,rica em sabedoria e entendimento da palavra de Deus.



Me ajude em oração, por favor. Responda minha carta,por favor. Desde já te agradeço. 



A paz.
Resposta: 
A... querida. Que haja paz sobre o teu coração! 

Perdoe-me por demorar a responder sua carta, pois estive alguns dias debruçado sobre muitos assuntos no ministério e na vida pessoal, além da recuperação da dengue. Mosquito quis me matar, mas não é um mosquito que vai frustrar os planos de Deus em minha vida rsrs. Ainda tenho muita coisa a fazer nesta vida em nome de Jesus rsrs (até quando Ele cumprir seu propósito todo e achar por bem me chamar, ou quando Ele voltar pra me arrebatar junto com todos aqueles que se chamam pelo Seu Nome). Louvado seja o Seu Nome! 

Bem, sobre o que você escreveu, vamos por partes: Em relação à sua filha, essa dificuldade que você está tendo é bastante comum, posto que os filhos mais do que ninguém, tendem a absorver os traumas de uma separação. A separação é sempre dolorosa. Deixa marcas profundas tanto nas partes que compõem o casal quanto nos filhos. Não poucas vezes, a criança se sente inclusive a culpada pelo rompimento do vínculo. É algo inconsciente, mas não raro. Eu sugiro que você tenha uma conversa franca com sua filha, explique as causas da ruptura caso seja necessário, procure ser mais amiga, mais compreensiva, mais empática... Ela já tem oito anos e é capaz de entender aquilo que não entendia quando você se separou da pai dela (se você tem um filho de dois anos de um ex-namorado, isto indica que ela tinha no máximo cinco anos quando se separou). Bem, eu creio que se você abrir o coração e pedir a ela que abra o dela, vocês podem fazer desse papo um papo de confissões, lágrimas, beijos, abraços e curas! Mas para isso precisa olho-no-olho, mão-sobre-mão . 

Veja bem: Talvez você esteja evitando essa confrontação e ela é extremamente necessária, haja visto que sua filha tem apenas oito anos. Se você não buscar a cura da relação de vocês agora, como será quando ela tiver doze ou treze anos? Creio que o melhor momento seja agora. 

Por que deixar que as dores e ressentimentos dela pra com você fiquem "curtindo" no recipiente do ser até que se passem mais anos? 

Ressentimento é como trepadeira que se alastra. É um processo moroso, mas contínuo e quando se vê, já tomou conta de tudo. Hebreus 12:15 diz: "Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem". 

Amargura é essa "tiririca" luciferiana capaz de desfazer relacionamentos, os mais belos inclusive, e capaz de contaminar a alma. Sim! A amargura de sua garota, uma vez que não seja tratada, contamina a todos à sua volta, inclusive você mesma! E por quê? Porque a tendência é que o ressentimento dela contra você seja respondido na mesma moeda, entende? Dificilmente você conseguirá conviver com isso de forma passiva (até poderá ser passiva no comportamento exterior, mas na interioridade a sua alma se contaminará e você poderá se voltar contra ela de forma esmagadora!). Logo, ou esmaga-se a crise de vocês agora, ou esmagam-se uma a outra no futuro!

Sobre o seu namoro, eu te digo que a maior complexidade é que você o quer! rsrs

Veja: Por um lado você me pede conselho sobre o que fazer, mas por outro diz que está decidida a "ficar com ele"... a "constituir família com ele"... 

Você está condicionando o "ser feliz" a "estar com ele", sendo que já no atual estágio dessa relação, você não apenas não está feliz como está sendo massacrada por uma série de dúvidas, questionamentos e incertezas...

Eu temo que ele esteja sendo uma espécie de tábua de escape pra você, afinal de contas, você não já não é mais uma menininha ? já tem 30 anos, dois filhos, é separada e ainda por cima foi abandonada pelo pai de seu segundo filho. Eu temo isso e te digo que seria bobagem sua, uma estupidez sem tamanho! Te sou sincero em dizer isto! Você pode arrumar ainda um bom homem: um homem que te ame, te respeite, goste dos teus filhos e seja decidido com relação ao que quer! Esse teu namorado parece não ser. Pelos fatos por ti apresentados, ele parece estar dividido entre você, a ex-mulher e a liberdade de ser solteiro (o que ainda lhe permitiria terceiras e quartas opções, pois veja, se ele está com você num relacionamento firme, feliz e estável, o que estaria fazendo em festas e noitadas sozinho? É de se meditar!).

Ademais A..., há outra coisa que me preocupa: Temo que aquilo que os médicos diagnosticaram depressão seja algum tipo de feitiço, macumba, seja lá que nome você queira dar a isso. Conquanto eu veja em você fé, vejo também algumas brechas espirituais capazes de te tornar vulnerável aos ataques da maldade. 

Macumba não pega em crente enquanto instrumento de morte ? "Pois contra Jacó não vale encantamento, nem advinhação ?" (Nm 23:19-20, 23a ? , mas atua como instrumento de opressão! E isso, claro, quando o inimigo encontra brechas por onde entrar! 

Eu acho improvável que a ex-mulher de seu namorado esteja freqüentando terreiros de macumba simplesmente fazendo trabalhos pra "ele não ficar com raiva dela". Isto é até engraçado... E você sabe disso! Pensar o contrário seria no mínimo ingenuidade, ou total ignorância com relação aos ardis de Satanás... 

Nesses "lugares" se fazem trabalhos pra destruir relações e até mesmo destruir vidas. "O diabo não veio senão para roubar, matar e destruir", Jesus, porém, veio para "trazer vida, e vida em abundância", então se apegue n?Ele em fé e santificação!

Como quem te gosta digo concluindo:

1. Chame sua filhinha pra um diálogo franco. 
2. Em segundo lugar, converse também francamente com seu namorado a fim de saber se ele quer você, a ex-mulher ou alguma outra que ele pensa poder ter fuçando pelos bailes da vida.
3. Em terceiro e principal, se apegue fortemente a Cristo. Reflita profundamente sobre a veracidade da sua conversão. Entregue tua vida verdadeiramente a Ele, teu coração, tuas expectativas, tuas ansiedades, teus medos e teus sonhos. O Salmo 37.4 diz "Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração". 

Fica, portanto, firme diante de Deus, confia nele, e certamente ele fará da tua casa um canto de paz, restaurará a tua relação com tua filhinha e te mostrará o homem da tua vida: um homem que seja escolhido por ele, e consequentemente por você. E não um homem que você escolha e que Ele tenha que abençoar na marra... rsrs

Este é o meu humilde conselho. Continuo aberto a te responder com carinho!

Abraço gostoso,

Paulo
31/05/08


Compartilhe


Comentários
Deixe seu comentário
Pesquise no site: